sábado, 19 de maio de 2012

Problema de baixa pressão na extrusora

Tudo montado, aquecedor estabilizado em 250º e nada de puxar o filamento. Foi triste, e até meio desesperador, de trabalhar tanto e ver novamente que não vai sair nada. Fui dormir na sexta pedindo para meu pai uma luz para encontrar uma solução.

De manhã acordei decidido a retirar a extrusora para levar em um mecânico para fazer sulcos na guia e comprar a acetona em uma química aqui perto. A acetona é para ver se eu conseguiria usar minha mesa, que é originalmente fria.

Não consegui comprar a acetona e também não achei um torneiro perto, já vi que o final de semana seria improdutivo. Mas pelo menos achei uma loja de Inox que tem barra lisa de 5/16" de Inox 304 ou Inox 316, não lembro, só sei que não era o Inox 430.

Bom, então resolvi retirar a extrusora e ver se encontrava como fazer mais pressão no filamento. Coloquei a extrusora na bancada e a pressão das engrenagens estavam normais, então resolvi fazer teste com o motor em funcionamento.

Motor ligado, prendi a tecla para o motor funcionar sem parar, assim fui apertando o parafuso de ajuste de pressão lateral do filamento até o motor parar. Vi que o motor parava facilmente com uma pequena pressão com os dedos nas engrenagens.

(Explicando o conjunto...)

Eu utilizo uma controladora adicional para acionar o 4º eixo, chamada EasyDriver, que foi até descontinuada pela Sparkfun. Abaixo segue a foto da Easydriver em cima da 3-Axis Board, que está conetada a interface adicional da controladora.


Esta porta adicional está conectada aos pinos 16 e 17 da porta paralela, fios verde e branco consecutivamente, os dois do meio são a referência GND. Assim, basta configurar no Mach3 (Config -> Ports and Pins -> Motor Outputs)  o STEP no pino 16 (fio verde) e o DIR no pino 17 (fio branco).


(Voltando ao assunto...)

Então, com o motor ainda em funcionamento, fui ajustando a força do motor pelo pequeno potenciômetro da Easydriver. Esperei o motor chegar ao ponto de travar e rodei o potenciômetro até o barulho ficar o mais forte possível. E nada, em nenhuma posição o motor tinha força suficiente para pressionar o filamento.

Resolvi conectar o multímetro/amperímetro, na escala de 10A, para verificar quantos amperes o conjunto estava consumindo e ajustar na potencia máxima do Easydriver. Para minha surpresa ele só fornecia 0.350A (350mA) em plena rotação.

Em resumo, a placa Easydriver não estava conseguindo liberar uma amperagem mínima para aguentar a pressão interna da extrusora e a grande pressão do conjunto hot-end e filamento de 3mm demandavam.

Então tive a ideia de trocar o motor inverter o controle de um dos eixos e a controladora externa, gerando assim maior força para a extrusora. O escolhido foi o eixo Z (z-axis), que não demanda força, e sim velocidade.

Finalmente o sucesso! A extrusora estava forte o bastante para empurrar com força e precisão o filamento, o filamento não escorregava mais.

3 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. olá,estou começando a construção de minha impressora 3d, ja construí algumas CNCs....Como vc faz para que o mach3 controle o motor da extrusora? quando vc gera o g-code este ja vai com o código para motor da extrusora? se pudermos trocar algumas informações ficaria muito agradecido!! me manda um e-mail (filipe_flp15@hotmail.com)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Filipe, no Mach3 eu configuro o eixo A (A-axis) para o motor da extrusora, como pode ver na imagem da tela. No Slic3er, você configura o "G-code flavor" para Mach3, assim ele irá gerar os movimentos dos eixos XY conjugado com o da extrusora. Ex:

      G0 Z0.310
      G1 X25.500 Y15.020 A3.50600
      G1 X25.500 Y15.050 A3.50692
      G1 X25.650 Y16.740 A3.55914
      G1 X25.650 Y17.910 A3.59515
      G1 X25.580 Y18.730 A3.62048

      ... o primeiro sobe o bico (eixo Z) para .31mm na primeira camada e os outros movimentam simultaneamente o movimento de X, Y e A.

      lynx

      Excluir